Telefone Contato (82) 3522-1622

|

Email Contato contato@hnsbc.com.br

Funcionários do Hospital Regional de Arapiraca fazem paródia sobre Segurança do Paciente

Implantado em agosto do ano passado, Núcleo de Segurança do Paciente do Hospital Nossa Senhora do Bom Conselho, em Arapiraca, visa melhorar a qualidade e segurança do atendimento. Na semana passada, integrantes do projeto apresentaram uma paródia das ações implantas durante o período. A música, segundo a gerente técnica Andreia Costa, busca levar aos pacientes […]

4 de novembro de 2019

Funcionários do Hospital Regional de Arapiraca fazem paródia sobre Segurança do Paciente

Implantado em agosto do ano passado, Núcleo de Segurança do Paciente do Hospital Nossa Senhora do Bom Conselho, em Arapiraca, visa melhorar a qualidade e segurança do atendimento. Na semana passada, integrantes do projeto apresentaram uma paródia das ações implantas durante o período.

A música, segundo a gerente técnica Andreia Costa, busca levar aos pacientes e funcionários, de forma alegre e lúdica, informações sobre os objetivos da equipe. “Entendemos que essa é uma maneira simples, coloquial e de fácil assimilação, então resolvemos fazer a canção”, comentou Andreia.

A atuação do núcleo ocorre através da efetivação de seis estratégias – registrar corretamente o paciente, melhorar a comunicação entre os profissionais da saúde, melhorar a segurança na prescrição, no uso e na administração de medicamentos; identificação (pulseiras e leito), prontuário eletrônico e capacitação dos colaboradores. Desses, os últimos três já foram implantados.

A Segurança do Paciente faz parte das estratégias do programa “Uma Prioridade Global de Saúde”, do Governo Federal. “O que parece brincadeira é na verdade uma forma de levar um atendimento melhor para pacientes, num ambiente salubre e com uma dinâmica pensada em todos os seus níveis”, falou a responsável pelo núcleo, a enfermeira Michella Soares.

“Trata-se de um processo de compreensão e que, de forma gradual, precisa ser incorporado por todos. Então, resolvemos usar da criatividade e ficamos bem felizes com o resultado, porque naturalmente as pessoas já saem cantando”, falou a coordenadora do Núcleo de Humanização, Eliane Félix.